Clamídia

ClamídiaUma das DST mais comuns é a clamídia. Homens e mulheres de todo o mundo, com idades entre os 18 e os 25 anos, são os mais diagnosticados e tratados para a infeção por clamídia.

A clamídia é passada de uma pessoa para outra durante o coito, o sexo oral e o sexo anal, e pode ser passado de mãe para filho durante o parto natural. Partilhar brinquedos sexuais é outra maneira de transmitir a doença.

A clamídia é referida muitas vezes por “infeção silenciosa”, já que a maioria dos homens e das mulheres não apresenta nenhum sinal ou sintoma óbvio. Entre metade a três quartos das mulheres com uma infeção de clamídia no colo do útero nem sequer sabem que estão infetadas.

Todos os homens e mulheres sexualmente ativos devem fazer exames anualmente para despistar a clamídia e outras doenças sexualmente transmissíveis.

Tratamentos para a Clamídia

Amoxil
AmoxilO Amoxil é um antibiótico usado no tratamento de muitas infeções bacterianas diferentes.

Mais Info

Doxycycline
DoxycyclineDoxycycline é um antibiótico do grupo das tetraciclinas que trata muitas infeções bacterianas diferentes.

Mais Info

Zithromax
ZithromaxZithromax ajuda a tratar e a curar um leque variado de infeções bacterianas.

Mais Info

Azithromycin
AzithromycinO Azithromycin é um antibiótico que trata e cura infeções bacterianas como as DSTs.

Mais Info

Como funcionam os tratamentos?

Os antibióticos como o Zithromax, o Amoxil e Doxycycline podem tratar infeções por clamídia. A maioria dos medicamentos impede a bactéria de se multiplicar no organismo, porque afeta a atividade péptida e a produção de proteínas. Estas duas funções ajudam a bactéria a sobreviver e, se forem inibidas, a infeção não se pode espalhar, deixando-a vulnerável aos mecanismos de defesa do organismo que acabarão, eventualmente, por destruí-la.

Estes medicamentos encontram-se disponíveis online através da Loxdoc e podem ajudar a reduzir a severidade dos sintomas. Se estiver a tomar antibióticos para tratar a clamídia, garanta que o seu parceiro sexual é tratado ao mesmo tempo, senão voltará a ser infetado.

O que é a clamídia?

A Chlamídia trachomatis é a bactéria responsável pela clamídia. Infeta o colo do útero e a uretra ou reto tanto nos homens como nas mulheres. A clamídia pode sobreviver dentro da vagina, pénis ou reto e é possível encontrar normalmente vestígios da bactéria no esperma e no fluido vaginal de quem contraiu a infeção.

Os sintomas incluem:

  •  Alterações do corrimento vaginal
  •  Dor abdominal
  •  Cistite
  •  Corrimento ou dor retal
  •  Corrimento ou irritação do pénis (homens)

Muitas das vezes, as pessoas não têm sintomas e a clamídia pode permanecer indetetada durante anos. Infelizmente é quando as pessoas passam a infeção aos seus parceiros sexuais sem saberem. Deve usar sempre proteção durante o ato sexual e fazer check-ups regularmente com o seu médico se sofrer de qualquer um dos sintomas acima.

Como se transmite?

A pessoa pode ser infetada quando faz sexo oral, anal ou vaginal com uma pessoa infetada. Não é necessário que um homem ejacule para transmitir a infeção: além disso, quem a tenha tido e feito tratamento para ela, pode voltar a ser infetado(a). A clamídia não é como a varicela; que depois da infeção inicial ganha-se imunidade ao vírus. Uma mulher grávida pode transmitir a infeção ao bebé.

Prevenção

Os preservativos de látex, quando usados corretamente, podem reduzir o risco de transmissão da Clamídia. A abstinência sexual também é eficaz. Qualquer pessoa sexualmente ativa e com menos de 25 anos de idade deve fazer análises para despistar DST quando tiveram sexo sem proteção.

Porque é que a clamídia é tão perigosa?

Como mencionado acima, a Clamídia é uma doença “silenciosa” – na maior parte dos casos não são sentidos sintomas e a doença progride sem ser tratada. Por este motivo, as mulheres podem não saber que tiveram uma infeção até descobrirem que os seus órgãos reprodutores sofreram danos graves.

Quando não tratada, a Clamídia pode espalhar-se para as trompas de Falópio e para o útero, o que pode causar, por sua vez, inflamação pélvica (PID), que também pode ser assintomática. A PID pode levar à impossibilidade de engravidar, dores pélvicas crónicas e, em alguns casos, gravidez ectópica, que pode ser fatal para a mulher.

Também é assustador o facto de que, quando não tratada, a Clamídia pode aumentar as probabilidades de uma pessoa pegar ou transmitir o vírus do HIV.

Como posso comprar tratamentos para a clamídia?

Primeiro necessita de obter uma receita médica válida através de uma consulta online para poder comprar Zithromax, Amoxil ou Doxycycline, pois são medicamentos prescritos. Trata-se de uma consulta breve e gratuita feita na privacidade da sua casa. Substitui a consulta presencial que teria de ter normalmente com um médico. Uma vez aprovado, o medicamento para a clamídia será enviado para si o mais cedo possível.

  •  


     

    Loxdoc está temporariamente em manutenção.

    Por favor, visite o nosso parceiro euroClinix